Cirurgia plástica, transplante capilar, estética.

 

Cirurgia da Frontoplastia tem como objetivo remodelar a fronte (testa), é indicada para homens e mulheres que desejam levantar a testa e sobrancelhas caídas, diminuir a fronte buscando maior harmonia entre as proporções da face ou mesmo realizar o lixamento dos ossos para suavizar os rostos com traços mais marcados devido a uma ossatura mais protuberante na região.

A técnica utilizada para a Frontoplastia depende do objetivo que o(a) paciente pretende atingir com o procedimento e de suas características naturais. Para os casos em que a paciente tem a fronte (testa) pequena (proporcional ao rosto) e os cabelos densos, as incisões podem ser feitas dentro dos cabelos, elas costumam ficar disfarçadas no couro cabeludo. A outra possibilidade seria fazer a incisão ao longo da linha do cabelo, está é a melhor opção para pacientes que tem a fronte maior e há indicação para diminuir a testa além de levantar as sobrancelhas. Neste caso a cicatriz ficará sobreposta à linha do cabelo e, como em qualquer cirurgia envolvendo incisões, o resultado final depende do processo cicatricial de cada indivíduo, podendo ficar mais ou menos aparente. Sendo assim, para este tipo de incisão cirúrgica é indicado posteriormente um transplante de cabelo que esconderá totalmente o que houver de cicatriz aparente. O transplante pode ser realizado a partir de 90 dias da data da Frontoplastia.

Na Frontoplastia, independente de haver ou não a necessidade de diminuição da testa, também é possível a redução dos ossos que ficam na parte de cima da órbita ocular (logo abaixo das sobrancelhas) o que dá um aspecto mais arredondado da fronte, deixando a mesma com traços mais femininos tanto para mulheres que apresentam esse tipo de problema, como para homens, que pretendem mudar essa característica na fronte.

 

 

Perguntas e Dúvidas

 

  • Qual é o tipo de anestesia e o tempo de internação?

R: A anestesia consiste em uma sedação e anestesia local e a internação por variar entre 12 e 24 horas.

 

  • Como se dá o pós-operatório e retorno às atividades normais?

R: No pós-operatório imediato da Frontoplastia o paciente fica com uma bandagem ao redor de toda a cabeça e com um pequeno dreno, que serão retirados entre 24 e 48 horas após o procedimento, nesta ocasião também será feita a primeira lavagem e higienização da cabeça. Durante o pós-operatório pode aparecer um inchaço local e também equimoses (roxos), mas são mais raros e somem com cerca de 10 dias. Normalmente em uma semana o(a) paciente já está apto(a) a retornar às atividades normais, as vezes precisando esconder alguma equimose que reste com bases ou óculos se necessário. Quanto a práticas esportivas, poderá começar com caminhadas e exercícios leves a partir de 8 dias após o procedimento, voltando aos poucos as atividades físicas mais pesadas sob orientação de seu médico.

 

  • Quanto tempo para o retorno às atividades físicas?

R: Quanto a práticas esportivas, poderá recomeçar com caminhadas e exercícios leves a partir do oitavo dia após o procedimento, voltando aos poucos as atividades físicas mais pesadas sob orientação de seu médico.

 

  • Qual é a expectativa com relação à dor?

R: É muito rara a referência à dor com a Frontoplastia, mas existe um incômodo local, podendo ser facilmente controlado com o uso de analgésicos normais.

 

  • Quais as complicações que podem ocorrer?

R: Como em qualquer cirurgia, podem ocorrer irritações no local dos pontos, hematomas são raros. Infecções na face são muito improváveis e podem acontecer cicatrizes onde a qualidade depende da reação de cada indivíduo em particular.

 

Considerações Finais

Uma boa avaliação e esclarecimentos entre médico e paciente são muito importantes para a realização de qualquer procedimento cirúrgico.

Para submeter-se a Frontoplastia você será orientado a fazer os exames pré-operatórios para avaliar as suas condições físicas e seguir a orientação do seu cirurgião com cuidados pré e pós-operatórios que em muito contribuirão para um bom resultado.

Qualquer processo cirúrgico tem seus riscos, em geral estes são: irritação da região operada; infecções são extremamente raras, porém possíveis apesar de todos os cuidados; sempre existirão cicatrizes em todos os locais onde foram feitas as incisões e alguma assimetria pode acontecer, o resultado final das cicatrizes, mesmo que as suturas sejam feitas dentro da melhor técnica possível, depende muito mais do processo cicatricial de cada indivíduo e do seguimento correto das recomendações pós-cirúrgicas de seu médico.