Cirurgia plástica, transplante capilar, estética.

Cirurgia de Feminização da Face

 

O Dr. Luiz Paulo Barbosa tem experiência de 40 anos na realização da cirurgia de Feminilização da face. Ao longo desses anos, aprimorou sua técnica e agregou procedimentos acessórios, que o permitem chegar aos resultados que consegue hoje, priorizando a beleza natural.

A maioria das pacientes que nos procuram para realizar a cirurgia plástica de Feminilização Facial ou FFS (como é conhecida internacionalmente), já conhecem o procedimento. No entanto, recebemos muitos casos de mulheres que já passaram por procedimentos cirúrgicos, mas ainda não chegaram a um resultado satisfatório. Nesta cirurgia plástica, o objetivo é atenuar as características típicas da anatomia masculina presentes, suavizando os contornos da face para que se assemelhem mais aos traços femininos.

Dr. Luiz Paulo Barbosa oferece a cirurgia de Feminilização Facial mais completa possível, partindo de um mini lifting acompanhado dos procedimentos acessórios necessários, em que todos eles podem ser realizados em um mesmo procedimento cirúrgico:

 

– Lixamento dos ossos abaixo das sobrancelhas                                        – Mentoplastia (remodelar o queixo), aumento ou redução

– Arredondamento da fronte (testa)                                                              – Rinoplastia, quando necessário

– Redução da fronte (testa)                                                                             – Lip Lifting, quando necessário

– Levantamento das sobrancelhas                                                                – Raspagem do pomo-de-adão

– Levantamento das bochechas (região malar)                                           – Otoplastia, quando necessário (correção das orelhas)

– Levantamento do canto dos olhos                                                              – Bléfaroplastia, quando necessário

 

 

 



 

Mais Informações: Feminilização da Face

A Feminilização Facial tem como base um min-lifting facial e pode ser feita com diferentes incisões dependendo do caso, mas em geral os cortes ficam ao redor das orelhas e seguem para dentro do couro cabeludo, na parte superior pode ou acompanhar a linha do cabelo por toda a fronte ou vir antes da linha do cabelo no couro cabeludo, varia conforme o caso e objetivos.

Nesta cirurgia, o objetivo é atenuar as características típicas da anatomia masculina presentes, suavizando os contornos da face para que se assemelhem mais ás características femininas. Falaremos um pouco sobre cada uma delas mais abaixo.

Em geral, a cicatrização no rosto costuma ser melhor que no corpo, deixando marcas mais discretas, ainda assim elas podem ficar mais ou menos aparentes dependendo da resposta cicatricial de cada indivíduo, pois embora feitas dentro das técnicas e cuidados mais adequados e modernos, sempre dependem da reação cicatricial de cada um.

Abaixo seguem informações mais completas sobre os procedimentos que abrangem esta cirurgia:

  • Redução da fronte (testa): a testa masculina costuma ser mais longa, mais alta, que a feminina; a remoção de uma porção de pele e avanço da linha capilar é muito benéfica para as mulheres trans que tem essa característica evidente. Este procedimento gera uma cicatriz ao longo de toda a linha capilar, ela fica discreta porém sempre será perceptível, mas a grande maioria das pacientes não tem queixas quanto isso. Ainda assim, algumas que se sentem incomodadas com a cicatriz podem corrigi-las posteriormente com cirurgias de transplante capilar.
  • Arredondamento da fronte (testa): além de mais curta, a testa feminina também é mais arredondada que a testa masculina; a parte superior das órbitas oculares (logo abaixo das sobrancelhas) e a parte medial da testa são muito mais desenvolvidos nos homens do que nas mulheres. Para suavizar a aparência e tornar mais feminina esta região, é necessário o lixamento das proeminências com lixas especiais, modificando todo o contorno da testa.
  • Rinoplastia: Muitas vezes a Rinoplastia (cirurgia de nariz) contribui bastante para essa mudança que resulta em maior feminilidade da face.
  • Levantamento da Sobrancelha e do Canto dos Olhos: Outros procedimentos que tornam o olhar muito mais feminino.
  • Mentoplastia, Redução e Afilamento do Queixo: o queixo masculino, na maioria das vezes, apresenta um contorno muito mais largo nas laterais e alguns se projetam frente também. O afilamento dessa região, feito através da raspagem com brocas, contribui muito para o processo de feminilização, quando necessário.
  • Raspagem do Pomo-de-Adão: homens e mulheres têm pomo-de-adão, é mais uma característica que tende a ser mais proeminente em homens do que em mulheres. O Pomo-de-Adão faz parte de uma estrutura cartilaginosa, nesta cirurgia removemos o excesso dessa cartilagem, o máximo possível, sem comprometer a função desta proteção. Por ser uma característica muito associada ao sexo masculino, a remoção do pomo-de-adão se torna relevante no processo da feminilização facial.

 

Perguntas Frequentes

1 – Como se dá o pós operatório?
R: No pós-operatório imediato o paciente estará com um dreno na parte posterior do couro cabeludo e uma bandagem ao redor da cabeça. O dreno será retirado em 24 horas e a bandagem em 48 horas, nesta segunda ocasião, nossa enfermeira fará a primeira lavagem e higienização da cabeça. Os inchaços e roxos aparecem variando em intensidade de paciente para paciente, mas em torno de 15 dias este aspecto mais agressivo do inchaço desaparece, salvo raríssimos casos em que pode demorar um pouco mais.

2 – A Cirurgia de Feminilização deixa cicatrizes?
R: Todo processo cirúrgico resulta em cicatrizes nos lugares onde foram feitas as incisões. O cirurgião plástico bem treinado sempre utiliza a melhor técnica possível, mas o resultado melhor ou pior depende da reação cicatricial de cada indivíduo, de qualquer forma as cicatrizes são feitas em dobras e pregas naturais da face, fazendo-as o mais imperceptível possível. A face é o melhor local do corpo para cicatrizes menos aparentes.

3 – Qual é o tipo de anestesia utilizada?
R: A anestesia pode ser local com sedação ou geral

4 – Qual é o tempo de internação?
R: Período de 12 a 24 horas.

5- Qual é o tempo de Recuperação?
R: Irá depender da extensão do que for necessário fazer, mas gira em torno de 10 a 15 dias para estar apto a retornar às atividades normais. Porém, o inchaço residual, que pouco se nota, leva de 6 meses a 1 ano para reduzir totalmente e podermos ver o resultado definitivo.

6- Quando poderei voltar à rotina de exercícios físicos?
R: Após os primeiros 20 dias já é possível retornar às atividades físicas moderadas como caminhadas. Depois pode seguir aumentando a intensidade gradativamente sob orientação de seu médico até o retorno ao seu ritmo normal.

7- Corro o risco de ficar com o rosto muito “puxado”, é possível um aspecto mais natural?
R: Na cirurgia de Feminilização Facial é possível conseguir diferentes resultados de acordo com as preferências e expectativas de cada paciente. Podemos chegar um rosto exótico com traços mais marcados ou seguir a linha de uma face o mais natural possível. Os detalhes e possibilidades são discutidos junto com o seu médico cirurgião.

8- Tenho pontos a serem retirados?
R: Sim, os pontos de diferentes locais são retirados entre 5 e 15 dias após a cirurgia.

Considerações Finais

Uma boa avaliação e esclarecimentos entre médico e paciente são muito importantes para a realização de qualquer procedimento cirúrgico.

Para submeter-se a Feminilização da Face você será orientado a fazer os exames pré-operatórios, para avaliar as suas condições físicas, e a seguir a orientação de seu cirurgião quanto aos cuidados pré e pós-operatórios, que em muito contribuirão para um bom resultado.

Qualquer processo cirúrgico tem seus riscos, em geral estes são: irritação da região operada; infecções são extremamente raras, porém possíveis apesar de todos os cuidados; sempre existirão cicatrizes em todos os locais onde foram feitas as incisões e alguma assimetria pode acontecer, principalmente quando o inchaço ainda está muito evidente, o resultado final das cicatrizes, mesmo que as suturas sejam feitas dentro da melhor técnica possível, depende muito mais do processo cicatricial de cada indivíduo e do seguimento correto das recomendações pós cirúrgicas de seu médico; necroses de alguns locais podem ocorrer em qualquer cirurgia, embora que muito raramente, a frequência é maior entre os fumantes.