Cirurgia plástica, transplante capilar, estética.

Pós-operatório da feminilização facial

Existe uma série de técnicas que ajudam no processo de feminilização facial, entre elas levantamento de sobrancelha, redução de testa e lixamento dos ossos da testa etc. O conjunto de cirurgias é feito após uma avaliação clínica e estética junto ao cirurgião plástico, que permitirá traçar o melhor plano cirúrgico.

No pós-operatório, o paciente terá inchaços e edemas, sendo que os mais evidentes costumam sumir entre 10 e 15 dias, dando lugar ao resultado esperado, ou seja, um rosto mais delicado e feminino, um inchaço residual pouco perceptível pode persistir e o resultado final pode ser esperado entre 3 a 6 meses após o procedimento.

Visite nosso site www.luizpaulobarbosa.com.br

Prótese na glúteos

A prótese de glúteos é indicada para as pessoas que possuem as nádegas pequenas, ou que tenham passado por processo de emagrecimento severo com grande redução de volume. No caso das mulheres transgêneras, o procedimento é ainda indicado para deixar o contorno corporal mais próximo do ideal de feminino.

A anestesia é a peridural ou geral e o procedimento leva em torno de 1h30 a 2 horas. A prótese de gel ou silicone é aplicada por meio de incisão entre o sacro e o cóccix (parte de cima do bumbum) ou na prega glútea. Durante um mês, o paciente precisa usar uma cinta modeladora, que é colocada logo após a cirurgia.

Siga-nos no Instagram: dr.luizpaulobarbosa

Transplante de barba para homens cis ou trans

Muitos homens, sejam cis ou trans, possuem barba falhada ou com pelos ralos, que tiram a uniformidade dessa região, dificultando o uso da barba nos seus mais variados estilos. O problema pode ser resolvido com um transplante de barba.

Neste tipo de procedimento costuma-se se utilizar a técnica FUE, onde o cirurgião especialista em transplante capilar retira os fios da área doadora – um a um – e realiza o implante no rosto. Também é possível a realização pela técnica FUT, na qual são utilizadas unidades foliculares com raízes individuais, retiradas do couro cabeludo do paciente (área doadora) e transplantadas fio a fio na região da barba ou do bigode (área receptora)

Siga-nos no Instagram: dr.luizpaulobarbosa