Cirurgia plástica, transplante capilar, estética.

Pós-operatório da feminilização facial

Existe uma série de técnicas que ajudam no processo de feminilização facial, entre elas levantamento de sobrancelha, redução de testa e lixamento dos ossos da testa etc. O conjunto de cirurgias é feito após uma avaliação clínica e estética junto ao cirurgião plástico, que permitirá traçar o melhor plano cirúrgico.

No pós-operatório, o paciente terá inchaços e edemas, sendo que os mais evidentes costumam sumir entre 10 e 15 dias, dando lugar ao resultado esperado, ou seja, um rosto mais delicado e feminino, um inchaço residual pouco perceptível pode persistir e o resultado final pode ser esperado entre 3 a 6 meses após o procedimento.

Visite nosso site www.luizpaulobarbosa.com.br

Lifting de Face: Saiba o que é Quando fazer

Tem uma hora que os tratamentos estéticos como a aplicação de preenchimentos não são capazes de combater aquelas incômodas rugas e marcas de expressão, que incomodam tanto mulheres quanto homens. Uma opção para rejuvenescer o rosto sem perder suas características é a ridioplastia, também chamada de lifting de rosto.

O lifting de rosto é uma cirurgia plástica feita na face, através de incisões em torno das orelhas, na frente e por traz, podendo se prolongar para dentro do couro cabeludo em extensão que depende da flacidez e da necessidade da retirada de pele.

Depois de feito os cortes, é realizado um descolamento de toda a região a ser tratada e então são feitos pontos para fixar a musculatura na nova posição. Em seguida são removidos os excessos de pele e tecidos subcutâneos e, em seguida, realiza-se a sutura dos tecidos subcutâneos e da pele. Algumas vezes são feitas pequenas lipoaspirações principalmente na região do mento (queixo) para complementar o tratamento.

O procedimento ainda pode ser combinado com a cirurgia de pálpebras que serve para remover o excesso de pele nas pálpebras e as bolsas que se formam abaixo dos olhos.

 Efeitos

Nesse procedimento é possível obter um efeito rejuvenescido e natural da pele.

A cirurgia pode ser realizada com anestesia local associada à sedação com acompanhamento do anestesista durante todo o procedimento, ou anestesia geral. O tempo de internação é de 12 a 24 horas.

Também são necessários cuidados durante o período pós-operatório. Após a cirurgia, o paciente ficará com um dreno na parte posterior do couro cabeludo e uma bandagem ao redor da cabeça.

O dreno é removido após 24 horas e a bandagem, em 48 horas. Em torno de 15 a 20 dias o paciente pode retornar as suas atividades normais. Também há um inchaço que some em poucos dias, deixando evidente o efeito estético bonito trazido pelo procedimento.

A retirada do silicone líquido: por quê sua aplicação direta coloca em risco a sua saúde

Nós entendemos. O desejo de mudança é grande e ao se olhar no espelho, você precisa se enxergar da forma como se reconhece realmente. Mas será que vale a pena correr riscos? Por que não procurar ajuda médica para realizar essa transição da forma correta e segura? Aproveitamos esse texto para falar sobre os riscos de se implantar substâncias como o silicone líquido ou PMMA no corpo por conta própria.

Geralmente, a pessoa que recorre a esse artifício, injeta o silicone em áreas do corpo como nádegas e seios por conta própria ou com ajuda de terceiros. Inicialmente os resultados estéticos podem ser muito bonitos, mas as injeções de silicone líquido ou PMMA em qualquer região do corpo humano são como uma bomba relógio, ou seja, com o passar dos anos sempre virão os problemas que podem causar grandes danos estéticos e de saúde nos pacientes que são submetidos ao uso de tais produtos.

O problema é que o silicone quando em contato direto com o nosso corpo, internamente, vai causar inflamações e infecções que podem levar o tecido a necrosar, colocando em risco sua vida e deixando sérias sequelas. Durante a aplicação há ainda o risco de atingir um vaso sanguíneo, podendo levar a pessoa a morte, caso o silicone entre na corrente sanguínea.

Retirada

Se esse for seu caso, não espere o pior ocorrer, procure um médico para retirada do silicone líquido. A retirada do silicone líquido é feita através de um procedimento cirúrgico. Durante o procedimento é possível remover parte dos tecidos danificados em conjunto com o silicone presente nos tecidos em forma de fibroses extensas, nódulos, quistos e o que for possível retirar.

No entanto, essa retirada jamais será completa porque o silicone se espalha pelo corpo incluindo a musculatura e todos os tecidos adjacentes. A cirurgia para retirada do silicone do corpo tem como objetivo melhorar os problemas causados, mas há risco de complicações futuras pela presença da substância que ainda restou no organismo. Muitas vezes são necessárias diversas cirurgias para atingirmos o objetivo desejado e mesmo assim não é possível remover 100% do silicone injetado no corpo.

Reforçando que você tem todo o direito de mudar, de construir o seu verdadeiro eu, mas faça isso sem loucuras, procurando ajuda e acompanhamento médico, pois assim chegará a sua essência de forma segura e mais feliz.